Pages

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Tributo ao Raulzito


                    )


Há muito tempo que ele me falou
Tente outra vez e recomece a andar
Leve a vida como num romance astral
Aprenda e seja um maluco beleza

Misture tudo com a sua lucidez
Seja bem mais que uma manga de vez
Não seja apenas mais um na natureza

Faço um tributo ao meu ídolo da juventude
Faço um tributo ao saudoso Raulzito

Faço um tributo ao meu ídolo da juventude
Faço um tributo ao saudoso Raulzito
Sua mensagem está gravada no infinito...


(Nice Veloso)

terça-feira, 14 de abril de 2015

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Artista Plástico Môrin

Môrin, um artista de rua
Môrin














Môrin! Uma figura admirável no cenário artístico e cultural da Bahia. Baiano de Ituberá, desde a infância vem desenvolvendo sua criatividade e revelando em sua arte o seu talento de um artista que trabalha representando sua própria cultura. A cultura da Costa do Dendê. Um artista de rua; diz Môrin. A pesar de suas limitações devido a um problema sério de saúde.... Manuel Amorim é uma pessoa otimista e determinada, que acredita na vida e na grandeza da arte.

BANANAL == ÓLEO S / TELA == 100 X 100 == ESSA TELA JÁ TEM 15 ANOS DE PINTADA == ( A cultura da banana, uma das maiores riquezas da nossa região Costa do Dendê )
Contato: https://www.facebook.com/manuel.morin.547?fref=ts

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Realmente é lamentavel Ramon! Enquanto uns avançam, outros retrocedem, PL 4330. Ideia de jerico de Parlamentares tupiniquins



Mais um capítulo vergonhoso para o país aconteceu hoje com a aprovação do processo legislativo ou projeto de lei 4.330, o tal PL 4330 que regulamenta, libera e até promete ampliar a terceirização, ou melhor, subcontratações de mão de obra para o exercício de toda e qualquer atividade, inclusive as atividades fim de uma empresa ou organização, o que é expressamente e tacitamente proibido atualmente e por bons motivos!
Para ver, entender o absurdo e o perigo disso, basta analisarmos como os serviços, tanto públicos quanto privados, já são prestados atualmente às pessoas em geral e em todo o país. São serviços, na maioria das vezes, mal prestados e que põem até em risco a vida das pessoas quando executados por pseudo "profissionais", que se quer tem vínculo empregatício com a empresa ou organização a qual contratou seus serviços.
Para que fazer uma faculdade, se a atividade para a qual se estudou e se está preparado poderá ser exercida por um "profissional" contratado de forma terceirizada de uma empresa que também poderá ser terceirizada? Ou seja, é a terceirização da terceirização, quarteirização, etc. A qualidade não está sendo privilegiada.
Pensemos nos riscos que a terceirização da mão de obra de atividades essenciais e especiais representa nas áreas de saúde ou segurança pública por exemplo, entre outras. Por que há tantos acidentes acontecendo, obras mal feitas, serviços mal prestados nesse país, enfim. E ainda querem ampliar isso? É lamentável!

(Ramon Almeida)