Pages

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Vinícios de Moraes

Apoderosa Lenny Lú

Carnaval

A Lenny Lú
É uma garota diferente
Mora no Ap dafrente
E não fala com ninguém
Um outro dia ela me surpreendeu
Ao cair no samba quem ficou mudo foi eu

Ah! Lenny Lú
Só se ouvia o zum, zum, zum
Ah! Lenny Lú
Mexe gostoso pra chuchu
Ah! Lenny Lú
Leva o smbinha no compasso
Ah! Lenny Lú
É a poderosa do pedaço

A Lenny Lú
De imperfeita não tem nada
O seu encanto pessoal
Abalou a rapaziada

(Nice Veloso)

Lêu Machado Baixista na MTV

Conexão Geral com Pedro & Thiago - 25/08/2010

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Chamego

Carnaval
Nesses rios de asfalto
Vivemos dor e alegria
Vivemos fantasias
Azul é a cor da ilusão
Vermelho é o meu coração
Vem viver verão Bahia

Gente morena bonita
Pele dourada de sol
Tantos gatinhos manhosos
Na mira do meu anzol
Verão é sol, energia
Raios de amor melodia
Menino me dá sossego
Hoje eu quero chamego

Nego, nego, nego, nego
O que eu quero é chamego
Nego, nego, nego, nego
O que eu quero é chamego

(Nice Veloso)

Meu bê-a-bá (Música que fiz para Zeca Pagodinho)

Carnaval
Eu já te disse pra não fazer isso comigo
Me deixe quieto falando o que eu quiser
O que importa é a sinceridade
Só não pode fingir ser o que não é

Se liga aí malandro
Escuta o meu "bê-a-bá
Aprendido ao longo da vida
Eu valorizei pra poder ensinar

A felicidade não tem segredo nem limitação
Não gasto o meu tempo falando bobagem
O tesouro da vida é o coração

(Nice Veloso)

Chore não!

Garotas

Chore não!
Desvia o teu pranto
Deixa me ao canto dessa solidão
Você já passou não pode voltar
Vamos seguir em frente
No mar dessa vida
Pra não maltratar
Os nossos corações
Aquela nuvem que passa
Sem chuva chover
É mera fumaça aos olhos de ver
Você não choveu
No sertão do meu peito
Minh'alma Nordestia
Sem chover não tem feijão
Chore não viu, chore não!
Chore não viu, chore não!

(Nice Veloso/Manuel Nogueira)

Livro aberto (Música que fiz para Zeca Pagodinho)


A minha vida é um livro aberto
Não falo mentira
O que faço não nego
Não maltrato ninguém
Sou de origem humilde
Mas isso não é defeito
Por isso encho o meu peito
Sou de Xerém
Não ligo se alguém se incomodar
Com a minha felicidade
Eu sou do Rio de Janeiro
Abençoado por Deus
Sou Brasileiro
Eu sou do Rio de Janeiro
Abençoado por Deus
Nasci Brasileiro

(Nice Veloso)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Meu chaveirinho

Bonecas

Minha mania é ser um colecionador
Tudo que acho bonito
Quero guardar com amor
Menina linda do corpinho violão
Do bumbum arrebitado
Vem pra minha coleção

Meu chaveirinho tão pequeno e delicado
Meu chaveirinho tem bumbum arrebitado
Meu chaveirinho chama muito atenção
É tão pequenininho
Mais tem o bumbum grandão

(Nice Veloso)

Esfrega gostoso

Meninas


Passo o ano inteiro
Esperando fevereiro chegar
Para minha alegria
Poder extravasar

É um tal de esfrega, esfrega, esfrega
Pega aqui, pega acolá
E esse tal de esfrega, esfrega
Vou fazer chuá-chuá

Tá gostoso demais
Toda essa quebradeira
O suingue Baiano
Não é de brincadeira

(Nice Veloso)

Gostoso xenhenhén

Garotas
A vida é passageira
Sonhar nos faz muito bem
Calor humano é gostoso
Faz falta quando não tem
Não há ninguém que resista
A um gostoso xenhenhén

Xenhenhen, xenhenhén
Aí, gostoso xenhenhén
Xenhenhen,xenhenhén
Aí, gostoso xenhenhén

Vem cá menina
Vem pra junto do teu bem
Vem me fazer um chamego
Um gostoso xenhenhén

Misture amor com paixão
Carinho e muito tesão
Peneire bem peneirado
Xote, forró e xaxado
Venha dançando gostoso
Deixa a tristeza de lado

(Nice Veloso)

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Embalando os sonhos

Meninas

A menina dos meus olhos
Está querendo sonhar
Um contador de estória
Faz a rede balançar
Balança a rede
Joga essa rede pro ar
Balança a rede
Para Mirela sonhar
Balança a rede
Torne a rede a balançar
Conte uma estória
Para a menina sonhar
Dorme minha pequena
Não sei pra que acordar
Ouço ao seu chamado menina
Deito a rede a balançar

(Nice Veloso)

Solitude


Não sei quando vai passar
Toda essa agonia
E o meu peito sangrando
Cheio de melancolia
É como um barco que vai
No oceano vagando
Sem remo, sem vela
Sem dorso, sem porto
Sem beira mar
É solidão solitude
É esperança vagando
No pensamento, tão lento
Passando sem pressa
Tão devagar
Não sei quando vai passar
Toda essa agonia!

(Nice Veloso)

Amigo vento

Paisagens
Com o meu canto triste
Fiz esta canção
Vou chamar o vento
Pra levar no teu porto
Solidão!
Vento, vento, vento
Não vai tão devagar
Voa mais que o tempo
Pra logo chegar
Leva esse meu canto
De uma profunda emoção
E traz o meu amor
Pra dar fim
Nesta minha solidão!

(Nice Veloso)

Paulinho da Viola - Filosofia


Noel Rosa
Composição: Noel Rosa

O mundo me condena, e ninguém tem pena
Falando sempre mal do meu nome
Deixando de saber se eu vou morrer de sede
Ou se vou morrer de fome
Mas a filosofia hoje me auxilia
A viver indiferente assim
Nesta prontidão sem fim
Vou fingindo que sou rico
Pra ninguém zombar de mim
Não me incomodo que você me diga
Que a sociedade é minha inimiga
Pois cantando neste mundo
Vivo escravo do meu samba, muito embora vagabundo
Quanto a você da aristocracia
Que tem dinheiro, mas não compra alegria
Há de viver eternamente sendo escrava dessa gente
Que cultiva hipocrisia

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Muito doido de paixão


Corações
Corações
Não sei quem é que resiste
A um chamego gostoso
Um cheirinho no cangote
Pra se arrepiar todo
Dessa vez eu vacilei
Juro não fazer de novo
Você precisa entender
Que ainda gosto de você
O ciúme é uma doença
Que sempre nos faz sofrer
Você me deixa doidão
Muito doido de paixão
Você precisa acreditar
Que é só seu meu coração
Se o amor é inconsequente
Não sofra só por saber
A vida é sempre bela
Quando fico com você

(Nice Veloso)

domingo, 15 de agosto de 2010

Olá !!! Seja bem vindo (a)


Você que está interessado em músicas inéditas para seu trabalho autoral, componho músicas de vários estilos; Axé, Pagode, MPB, Reggae e, principalmente, Forró. Uma das minhas músicas: "Bumbum Grandão", foi sucesso nacional, gravada pela Banda Trilha do Samba. Eis aqui, no meu blog, uma pequena amostra do meu trabalho. Solta o play em Minhas Canções!

Contate-me: nice.veloso@hotmail.com

Tim!, Tim!

Um brinde ao sucesso do blog!

video

Eu e minha amiga Hilda Nogueira, brindando a criação deste espaço cultural.

Nice Veloso

Nice Veloso nasceu no Recôncavo Baiano em meio às brincadeiras de roda, cabra cega e esconde-esconde. "Nice", como é conhecida pelos amigos, desde muito cedo, já era influenciada pelos aboios e cânticos dos sabiás: além do Tio Avô e um irmão músico que encantavam sua alma infantil. Aos 7 anos de idade já compunha suas primeiras canções inspirada no grande mestre Luiz Gonzaga.
Transferiu-se para Salvador junto com sua família e aqui foi banhada pelos movimentos da época. O Tropicalismo, Raul Seixas e os Beatles, encheram de vivências a vida da nossa compositora.
Casou-se, teve filhos, mas sempre continuou desenvolvendo seu lado poético, que hoje aflora numa infinidade de composições de estilos variados produzindo uma deliciosa mistura de sons e poesia. Assim é a nossa Nice Veloso e muito mais!

(Hilda Nogueira)

Sob o brilho das estrelas












Não posso esquecer
A beleza do teu sorriso
Tive o céu como abrigo
Numa noite de fantasia,
Caminhei, viajei na luz do infinito
No íntimo das pessoas felizes, eu e você
Curtindo sob o brilho das estrelas
Noites crispadas de sonhos e desejos
Aquecem de novo o meu peito
Me sinto feliz é o amor com seu jeito
A navegar sob o brilho das estrelas
Talvez sirva apenas pra marcar
O nosso destino, eu e você
Sob o brilho das estrelas
Como a pedras que ficam
Ao longo do caminho eu e você
Sob o brilho das estrelas

(Nice Veloso)

sábado, 14 de agosto de 2010

O que os olhos veem, o coração sente


Engraçadas
Vivo sempre a pensar muitas loucuras.
Nessa crise mundial que alucina.
Nunca se está seguro.
Seja no campo, na cidade ou no lar.
Há sempre amotinados
Sem teto e drogados, menores abandonados.
Vejo tragédia meu Rei, é! em todo lugar
Os mensalões, os lalaus, aquecimento global
Pedofilia e os cambau.
É preciso acabar com a indolência.
É preciso lutar, lutar sem violência
Dignidade e respeito humano com a nossa gente
Porque é preciso viver, sorrir, amar e ser feliz!
É preciso descobrir o amor em cada gesto!
No brilho do sol e na expressão de cada olhar!

(Nice Veloso)

Submundo

 

 É contundente as condições 
Em que se encontram essa gente! 
Vivem com fome
E sem razão para viver
Não tem acesso a escola, 
Sem morada pedem esmola
Em baixo de uma marquise
Não dá pra sobreviver,
Em baixo do viaduto
Não é lugar pra se viver

Somos iguais perante a Lei da vida
Esta verdade é impossível ignorar
A natureza está morrendo
E os seus filhos, sofrendo
Esse descaso não pode continuar
Nossas crianças precisam se alimentar
Precisam de um ensino digno
Para a vida melhorar
Precisam de um lar seguro pra morar

Os rios poluídos
Precisamos recuperar
Sem as nossas florestas
Não podemos respirar
Nossa consciência humana, 
Precisamos recobrar
De todos os seres vivos
Somos os piores predadores
Destruímos vidas por prazer,
Por ódio, ganância, por estupidez.

 (Nice Veloso)

O Planeta precisa do Greenpeace

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

ÁGUA, UM BEM PRECIOSO! UM DIA PODE ACABAR. PENSE NISSO!

Paisagens
O DESAFIO DO DESENVOLVIMENTO GLOBAL: EDUCAÇÃO PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL.
Diz Dr. Daisaku Ikeda em sua proposta:[...] Para que as pessoas considerem os problemas ambientais como uma questão pessoal e harmonizem seus esforços em prol do nosso futuro, a educação é vital.Somente a educação pode gerar a força motriz para essa renovação da consciência.[...] (RevistaTC de outubro de 2002. Pag. 5)

"QUEM MATA A FLORESTA MATA A CASA VIDA."
(Nação Maué)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

ELEIÇÕES 2010

Eleição

A queima roupa

ClicKut.com.br

E foi assim que tudo aconteceu
Não houve clima nem intenção
O tiro veio a queima- roupa
Quando sentir foi á explosão do amor
A rosa-dos-ventos girou
Fiquei sem rumo sem direção
E no roldão do tempo
Estou levada ao vento
andando na contra-mão
Porque você faz isso comigo
Não tire o ar que respiro
Tudo que quero é viver
O seu olhar me recrimina
Não tenho culpa
São coisas da vida
Se está escrito nas estrelas
Como posso mudar?
Como posso mudar?

(Nice Veloso)

Menina Linda Vídeo.wmv

Chore Não Vídeo.wmv


http://assista%20no%20meu%20canal%20do%20youtube/

Stay with me









Everyday I wonder why
Those cold nights
Have to be so
In lifetime
The best things must be
Some freedom to live
And see all the beauty that's in
The uprising sun
Oh, I lack
Some friendly loving
Songs do
Lead me to ecstasy
I only know
That I want you to be
Close to me
And the things
Will be just like before
If you go away
Now there's nothing left but to say
Please, stay with me!

(Nice Veloso)

George, amigo e parceiro musical


quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Meu amigo Lêo Machado-Baixista


Show Montanha/ES, em 26/06/2010




Lampejo de um farol

O brilho das estrelas vão me guiar
Um porto seguro vou encontrar
De toda ventura sim, valerá!

Os lampejo de um farol
Refletindo sobre o lençol
A viagem de um amor sem fim.

No portal da vida entre o céu e o mar
Minha fantasia irei rasgar
Um diamante vou lapidar

Os lampejo de um farol
Refletindo sobre o lençol
O que há de melhor em mim!

(Nice Veloso)

Confira o som da banda OS CAFA!


IMPERDÍVEL!!!
É na Bahia do axé que surge uma banda que usa muito suingue pra falar sobre coisas do cotidiano. Assim é “Os Cafa”, criada há dois anos por um grupo de músicos que, se reuniam em uma Jam session para tocar sucessos da MPB. O resultado do som que faziam despretensiosamente é uma batida cheia de energia somada a letras fáceis, empolgantes e que retratam desde grandes amores a situações inusitadas.“Os Cafa”, assim denominada por conta da forma de tocar (cheia de improvisos) e pelo repertório indiscriminado, possui a influência de diversos nomes da música popular brasileira, a exemplo de Djavan, Ed Motta, Cidade Negra, Olodum, Ilê Ayê, Fundo de Quintal, entre outros. Todos executados de forma peculiar. Os componentes da banda vivem e fazem música a todo o momento. E fazem questão de enfatizar que Os Cafa é um projeto que envolve realização pessoalA banda é composta por Ruan de Souza (violão e guitarra), Well Guimarães (bateria), Luciano Bay (baixo) e Alexandre Santana (voz), todos jovens, porém experientes. “Os Cafa” não se prende a rótulos e prefere classificar o seu estilo como funk popular baiano, pois consegue executar canções de épocas e temáticas completamente distintas utilizando as células rítmicas da Black music dançante. Além de tocar grandes sucessos do rádio, a banda aposta muito em seu trabalho autoral e possui canções próprias, introduzindo no trabalho pitadas de pop-rock, samba-rock, reggae e soul. O objetivo é levar alegria e diversão para todos através das suas canções.
Contatos: 8852-2589/ 9133-2930
bandaoscafa@ig.com.br www.oscafa.com.br www.myspace.com/oscafa

Metrô

Não vejo a hora do sufoco acabar
Pois o meu ponto o chefe pode cortar
Lá na empresa chego sempre atrasado
Não posso ficar queimado,eu preciso trabalhar
E o "Buzú" pinga aqui, pinga acolá
O percurso é longo e lento
Esse METRÔ tem que chegar
To sonhando com o momento
De andar a todo vapor, na avenida paralela
No METRÔ de SALVADOR
Eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, vou de METRÔ
Da Lapa pra Cajazeiras, Mussurunga se ligou
Eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, vou de METRÔ
Só de onda na harmonia que a moçada se ligou

(Nice Veloso)


Meu grande amigo violonista Ruan de Souza!

Ruan de Souza
(71) 8828-9953Bacharel em Instrumento.Escola de Música - UFBA.









Uma homenagem que fiz ao Dr. Daisaku Ikeda com a canção de minha autoria, o Desbravador. Reunião de palestra de janeiro de 2010.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Nosotros

Paisagens

Olhando a imensidão do mar
Liberdade
Um abraço forte, um sorriso franco
Amizade
A alegria, a cor a poesia
Embalam nossos sonhos, nossa fantasia.
Nosotros somos hermanos, Latinos Americanos, ô jah, ô jah
Escuto o sussurro do mar. Ao som do reggae sinto o tempo parar
Colocar tudo em seu devido lugar
Amor sincero puro e verdadeiro. Abraço sem medo de querer agradar, ô jah
Nosotros somos hermanos, Latinos Americanos, ô jah, ô jah
Escuto o sussurro do mar. E nas estradas, nas ruas nos becos,
Nas avenidas nos lares, nos guetos, Gente sofrida, aprisionada,
Teleguiadas, que sofreguidão.Viva sua vida tenho nada com isso
Mas abra o seu coração! Amar, amar
Nosotros somos hermanos Latinos Americanos
Que bom contar com você; Nas horas difíceis ou não
Não tenho medo não estou sozinha. Meu bom amigo estendeu a mão
Amar, amar. Nosotros somos hermanos Latinos Americanos
Ô jah, ô jah, escuto o sussurro do mar

(Nice Veloso)

Ser feliz não é um sonho, é uma decisão!!!


Nilo, um grande talento de Sete Lagoas!











Comunidade Independente Amigos de Mussurunga(CIAM)

Nós do grupo Comunidade Independente Amigos de Mussurnga vinhemos buscar juntamente com todos os moradores,principalmente os jovens, mudar a cara do bairro onde escolhemos para criarmos nossos filhos. E que no futuro possa ser dado continuidade ao trabalho que estamos desenvolvendo.

"SÓ É DIGNO DE SEUS DIREITOS QUEM LUTA POR ELES"
(Ruy Barbosa)

Amazônia, uma região de poucos